Laís Bodanzky

Laís é diretora de cinema e teatro e há sete anos coordena o projeto Cine Tela Brasil, promovendo o encontro entre cinema e educação nas comunidades de baixa renda. O projeto já levou mais de 850 mil pessoas ao cinema.


Formada em Cinema pela Fundação Armando Álvarez Penteado (FAAP), seu primeiro trabalho no audiovisual foi o curta-metragem Cartão vermelho (1994), que recebeu vários prêmios no Brasil e exterior. No campo dos documentários a cineasta dirigiu os filmes Cine Mambembe, o cinema descobre o Brasil (1999), premiado nos festivais de Gramado, Nova York, Montevidéu e Havana, e A Guerra dos Paulistas (2002) para a TV Cultura.


Em 2000, dirigiu seu longa-metragem de estreia, Bicho de Sete Cabeças, que alcançou grande sucesso de público e crítica, 47 prêmios nacionais e internacionais e atingiu 37 pontos de média no ibope da TV aberta, tendo sido visto por mais de 30 milhões de pessoas no Brasil.
Chega de Saudade (2008), seu segundo longa-metragem de ficção, ganhou 20 prêmios no Brasil e exterior, incluindo os de melhor filme nos festivais internacionais de Genebra, Marselha e do cinema brasileiro em Paris. Foi exibido nas TVs da França, Alemanha, Romênia e em toda América Latina pela HBO.


Seu terceiro longa-metragem, As melhores coisas do mundo (2010), venceu oito prêmios no Festival do Recife, melhor filme no Festival do cinema brasileiro em Paris, entre outros.

Cine Tela Brasil
Ao lado do marido Luiz Bolognesi, Laís Bodanzky mantém desde 2005 um projeto itinerante de exibição gratuita de filmes em diversas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná: o Cine Tela Brasil. O projeto conta com duas salas itinerantes que levam o cinema brasileiro de graça para comunidades de todo o país. O projeto já percorreu 380 cidades, onde foram realizadas mais de 4.300 sessões, com um público total de 850 mil pessoas.

Além das sessões itinerantes, a iniciativa propõe que o público passe de espectador a produtor, realizando oficinas audiovisuais nas comunidades carentes e disponibilizando o portal do Cine Tela Brasil para convidar os internautas a participarem das Oficinas Virtuais, nas quais é possível conhecer todo o processo de produção de um filme até chegar à sala de cinema.

O pioneirismo do projeto não parou na sala de exibição itinerante. Em 2007, o Cine Tela Brasil passou a levar, também, uma equipe de cineastas-educadores para as comunidades por onde passa por meio da Oficina Itinerante de Vídeo Tela Brasil. O Portal Tela Brasil vai ao ar para oferecer formação e informação sobre o universo audiovisual, de maneira totalmente virtual, para jovens e adultos. Seja com as salas de cinema itinerante, com as salas de oficinas ou com as salas do Portal, o projeto Tela Brasil viaja cada vez mais longe para ficar mais perto de quem quer conhecer o cinema.

 

TRANSCRIPCIÓN DEL CHAT COM LAÍS BODANZKY

Nuevo Proyecto Fundación Teléfonica

EXPERIENCIAS EDUCATIVAS SXXI

¿Quieres conocer las últimas experiencias educativas? Asómate al nuevo proyecto de Fundación Telefónica

Encuentro Internacional Educación

imagem enlace à vídeo

Álbum fotográfico

Insiders

imagen enlace a la página de los insiders

imagem enlace à página dos insiders

© 2021   Creada por Encuentro Educación 2012 - 2013.   Con tecnología de

Insignias  |  Informar un problema  |  Términos de servicio