CONHECIMENTO, INTEGRAÇÃO E CONVERGÊNCIA DAS TECNOLOGIAS

CONHECIMENTO, INTEGRAÇÃO E CONVERGÊNCIA DAS TECNOLOGIAS

Ada Mariza Tobal

Professora Doutora em Mídia e Conhecimento

adamariza@hotmail.com

 

                As tecnologias desenvolveram-se mais e mais tendo em vista a superação das barreiras do espaço e do tempo, possibilitando à humanidade colocar-se em contato, cada vez mais vivo, com a história.

            A história dos homens e das sociedades nos mostra que o conhecimento está permeado por duas dimensões simultâneas, não constituindo- se em produto pronto e acabado. Não é um conjunto isolado de informações, mas um conjunto comprometido com uma visão de mundo que se manifesta no próprio processo de construção do real.

            Platão afirmava que a única função do conhecimento é o auto-conhecimento, isto é, o crescimento intelectual, moral e espiritual da pessoa. Já para Protágoras, seu principal opositor, o conhecimento tinha como única finalidade tornar a pessoa eficaz, capacitando-a a saber dizer, como dizer e principalmente saber fazer, princípios defendidos pelo liberalismo.

            Tem-se então, com o desenvolvimento da informática e das midias, a possibilidade de aproximação das pessoas, antes afastadas pela distância ou falta de comunicação. Este desenvolvimento vem afetando as relações sociais, culturais, econômicas e o modo de se fazer educação.

            Percebe-se com muito mais clareza hoje a mudança conceitual de conhecimento frente à mudança de paradigma. O escritório virtual tornou-se uma realidade no mundo globalizado. Muitos profissionais comparam o escritório sem papel à sociedade sem moeda.

            As diferentes áreas de serviços estão revolucionadas por máquinas inteligentes, inclusive a Educação, assim, nada mais oportuno do que o uso das novas tecnologias, aliadas ou não aos meios eletrônicos e computacionais para alavancar a educação à distância, tão necessária nesse momento histórico.

 

Enfoque Educacional

 

            As tendências mundiais indicam que a educação será totalmente diversa: ensino e aprendizagem serão diferentes. O ensino será mais individualizado e coletivo simultaneamente, as novas tecnologias da comunicação estarão muito presentes.

            É preciso repensar velhos problemas ou experiências antigas mas que permanecem inquietantes, colocando num outro prisma preocupações não resolvidas.       E a partir de uma perspectiva científica verificar e refletir sobre a influência dos meios de comunicação, ou seja, das mídias, desde a escrita, o rádio, a televisão, a informática e a internet em nossa consciência, no desenvolvimento das crianças e dos jovens no processo de ensino e aprendizagem.

            Os avanços científicos e tecnológicos colocam a educação em destaque atualmente, pois em uma sociedade globalizada, onde as mudanças ocorrem a um ritmo jamais visto, é impossível ficar à margem dos benefícios disponibilizados e das responsabilidades dimensionadas.

            Esses avanços somados às necessidades do mercado ampliam as possibilidades tecnológicas ao disponibilizarem ferramentas com enorme potencial, que se bem utilizados podem atingir um contingente incalculável de profissionais da educação ou não.

            Alguns recursos disponibilizados pela ciência e a tecnologia, aplicados em projetos voltados a formação continuada de profissionais, e a permanente atualização em diferentes áreas do conhecimento ampliam as possibilidades de ensino e aprendizagem.

            O atual contexto oferece às instituições uma oportunidade excepcional para o planejamento do uso das tecnologias , que irá concerteza facilitar o surgimento de um contexto educacional vital, que utiliza as mídias para manter no primeiro plano as necessidades dos alunos.

Dentro dessa lógica, pode-se observar a educação se adequando às mudanças sociais. Devendo essas tendências assegurar uma reconceituação do currículo baseado em resultados, alterando em muito as relações inclusive no ensino básico.

            Com a superação das distâncias, o desafio agora está em dominar as novas ferramentas, permitindo a integração e utilização da tecnologia de maneira eficaz e eficiente da informática, da internet e dos serviços disponibilizados, a multimídia, a videoconferência e a realidade virtual, também aumentam as possibilidades da educação a distância, no que se refere à melhoria da qualidade deste importante processo.

            Com o desenvolvimento tecnológico o processo de difusão das informações atingiu tal plenitude com a rede Internet, sendo inquestionável a sua contribuição na Educação, pois basta que alunos e professores estejam conectados, seja por meio do correio eletrônico, das salas de conversação ou simplesmente navegando, inclusive, podendo até serem formais os encontros, ou seja, a partir de um cronograma de atividades várias pessoas podem participar, inclusive lançando mão da  integração das mídias, isto é, quanto mais tecnologia envolvida mais oportunidades de aprendizagem.

            A Internet não é apenas uma rede mundial de computadores, é também um agente de mudanças comportamentais ainda pouco conhecido neste campo, até porque não se conseguiu ainda um meio eficiente de avaliar suas interferências sociais, ou seu impacto comportamental.

            As novas tecnologias viabilizam a comunicação "face a face" entre as pessoas em praticamente todo o planeta, e permitem o acesso e o uso local ou remoto de bancos de dados e de unidades de processamento de informações que possibilitam uma aceleração exponencial na capacidade de produção e disseminação de conhecimento.

            A sociedade da informação possibilita a estudantes e professores com acesso a internet, explorar bibliotecas virtuais, visitar museus, conhecer outras culturas, ter acesso aos clássicos da literatura, etc... Com a disponibilidade de recursos online, podem pesquisar profundamente qualquer área do conhecimento, ou simplesmente assistir filmes interativos, participar de conversas, conferências, copiarem, fotografar, gravar e filmar.

            Uma página hiper-texto possui, além de texto com links para outros textos, figuras, fotos, botões, animações, etc. Um aspecto muito importante presente na Internet  por meio de páginas WWW é a interatividade possível entre o sistema e o usuário que deverá estar atento sobre qual o melhor caminho para chegar ao seu objetivo e quais tecnologias usar naquele momento.

            Os sistemas multimídia no fornecimento de informações combinam diferentes formatos de conteúdo tais como: áudio, vídeo, ilustrações e texto, e instalações de armazenamento de conteúdos. A principal diferença entre estas aplicações em computador e produtos exibidos por meio da televisão é a interatividade proporcionada ao usuário. Devido a esta característica é comum utilizar-se a denominação de multimídia interativa.

            As mudanças ocorrem ao se explorar as tecnologias que têm o potencial de aproximar o real do virtual, o visual do sensorial, o conhecimento acadêmico do operativo, tornando os ambientes mais interativos, concretos e dinâmicos na tarefa de ensinar e aprender por meio de tecnologias informatizadas.

            Atualmente, existe ainda grande resistência na utilização da informática como ferramenta educacional. Sendo que a realidade virtual significa outro avanço importante, na área da educação, porém tudo isto está ainda um pouco distante da maioria dos educadores.

            A integração das tecnologias pode aumentar significativamente a produtividade nos processos de ensino e aprendizagem, uma vez que propicia grande interatividade entre alunos e professores. Já a  convergência das mídias vem para facilitar mais ainda o seu uso e dar mais agilidade na construção do conhecimento .

                        As ferramentas de hardware e software são necessárias para apoiar este tipo de interação, não é mais possível ignorar as redes de computadores, pois a informação disponível sobre qualquer assunto não pode mais ser desconsiderada quando a meta é aprender.

            Com a apropriação pela educação dos avanços tecnológicos no campo da comunicação, se faz necessário paralelamente potencializar a pesquisa de métodos, processos e sistemas voltados para a nossa realidade educacional, de forma a conferir maior sistematicidade, usabilidade e segurança aos investimentos feitos.

            As tecnologias de comunicação utilizadas para a aquisição, a transmissão e a aplicação de conhecimento devem assegurar a eficiência e a eficácia da aplicação de técnicas de ensino e aprendizagem, na resolução de problemas específicos da atividade professor/aluno, bem como sua gestão e avaliação.

            Surge daí, também, outras necessidades, entre as quais a busca por novas alternativas no que diz respeito à forma de atuação dos gestores, para a obtenção de resultados que atendam aos educandos e educadores, revisão e adequação das experiências educacionais adotadas no uso das tecnologias da comunicação e sua relação com o ensino e a aprendizagem.

            Hoje, a reflexão pedagógica já avançou o suficiente para que se perceba a importância de que o conhecimento não é algo pronto e acabado, mas algo em constante movimento e transformação. Isso implica tomar esse conhecimento como referência, com um novo olhar, analisar as muitas correntes teóricas, em suas diferentes abordagens, nos diferentes enfoques de pesquisadores das várias áreas do conhecimento, objetivando os fins da educação.

            Essa percepção e compreensão do estágio atual da educação, enquanto processo vivo e dinâmico cresce na qualidade do serviço prestado, então importa refletir sobre a concepção de educação que norteará a elaboração das propostas educativas, de acordo com a teoria proposta.

            Nesse sentido a preocupação passa a ser com os meios tecnológicos e os materiais disponibilizados aos estudantes, garantindo dessa forma que a informação esteja mediada pedagogicamente. A integração das tecnologias empregadas no processo de ensino e os materiais produzidos precisam estar fundamentados em critérios basicamente pedagógicos.

            A Inter-relação conhecimento e avanço tecnológico, numa reconstrução histórica sobre o conhecimento criado e acumulado pela humanidade ao longo dos séculos e que é um patrimônio de toda a espécie humana, permite avançar como espinha dorsal na reflexão do momento, a difusão do saber informático. “É difícil, mas também mais útil apreender o real que está nascendo, torná-lo autoconsciente, acompanhar e guiar seu movimento de forma que venham à tona suas potencialidades mais positivas”. (LÉVY, 1993, p.118)

            A integração das mídias democratiza o acesso à informação e socializam saberes, levando alunos e professores a compartilhar não apenas os equipamentos tecnológicos, mas principalmente a diversificar seu uso, aumentando significativamente as habilidades operativas e o conhecimento acadêmico ou escolar. A convergência facilita o acesso, a transmissão e a seleção de conteúdos significativos para determinado grupo de alunos, que ao ser utilizado por outros sofre transformações, criando um novo saber.

 

 Bibliografia

 

BORDENAVE, Juan E. Dias - Além dos meios e mensagens. Ed.Vozes, 1983.

 

CRUZ, Dulce M. e FIALHO, Francisco A. P. Mídia e cognição: o que muda na aula Interativa. Paper. Laboratório de Ensino a Distância. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da Universidade Federal de Santa Catarina, 1996.

 

CALVELO RIOS, Manuel e Wohlgemuth, Julio- Vídeo Rural: pedagogia audiovisual para a capacitação popular. Ed. Sinal Comunicações. 1997.

 

COLLIS, B. Experiences with WWW- Based Enviroments for Collaborative Group and

the Relationship of These Experiences to HCI Research.

 

GREENFILELD, P. o desenvolvimento do raciocínio na era da informática. São Paulo:

 

Summus.1987.

INTERNET, Centro de Informações de Internet/BR. Estatísticas da Internet.

http://www.ci.rnp.br/imagens/f00196.gif

 

LÉVY, Pierre. As tecnologias da Inteligência: O Futuro do Pensamento na Era da Informática. Rio de Janeiro. Ed.34,1993.

 

MILLER, Gary, Long Term Trends in Distance Education.

 

TIFFIN John and Rajasingham, Lalita. In Search of The Virtual Class. Pg 142-160.

 

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. São Paulo. Martins Fonte, 1989.

 

TOBAL, A. M.; SERAFIM, Mauricio. O conhecimento e o avanço da tecnologia. In: ENCONTRO NACIONAL DE EMPREENDEDORISMO, 1999, Florianópolis. Anais...Florianópolis: UFSC, 1999.

 

TOBAL, A. M et al. O conhecimento e seus usos. In: ENCONTRO NACIONAL DE

EMPREENDEDORISMO, 1999, Florianópolis. Anais... Florianópolis: UFSC, 1999.

 

Vistas: 87

Comentario

¡Tienes que ser miembro de Encuentro Internacional de Educación 2012 - 2013 para agregar comentarios!

Nuevo Proyecto Fundación Teléfonica

EXPERIENCIAS EDUCATIVAS SXXI

¿Quieres conocer las últimas experiencias educativas? Asómate al nuevo proyecto de Fundación Telefónica

Encuentro Internacional Educación

imagem enlace à vídeo

Álbum fotográfico

Insiders

imagen enlace a la página de los insiders

imagem enlace à página dos insiders

© 2019   Creada por Encuentro Educación 2012 - 2013.   Con tecnología de

Insignias  |  Informar un problema  |  Términos de servicio