Em termos de política educacional, nada supera em gravidade o enorme atraso técnico-científico que se registra na prática diária de nossa escola básica. Tal situação ao mesmo tempo condiciona e é condicionada por uma estrutura escolar cuja crítica é realizada neste livro do Prof. Vitor Henrique Paro, publicado pela Cortez Editora. Com argumentação contundente, o autor se fundamenta na Ciência para demonstrar a inadequação da estrutura da escola à educação como direito à cultura e a urgência de sua superação tanto em termos didáticos, curriculares e organizacionais, quanto na maneira de tratar educandos, educadores e comunidade em geral. 
O lançamento ocorre na próxima quinta-feira, 03 de novembro, na Livraria Cortez em Perdizes (SP).
Em termos de política educacional, nada supera em gravidade o enorme atraso técnico-científico que se registra na prática diária de nossa escola básica. Tal situação ao mesmo tempo condiciona e é condicionada por uma estrutura escolar cuja crítica é realizada na obra “Crítica da Estrutura da Escola” de Vitor Henrique Paro, publicada pela Cortez Editora. Com argumentação contundente, o autor se fundamenta na Ciência para demonstrar a inadequação da estrutura da escola à educação como direito à cultura e a urgência de sua superação tanto em termos didáticos, curriculares e organizacionais, quanto na maneira de tratar educandos, educadores e comunidade em geral.

 

Se a escola tem permanecido autoritária e resistente à participação democrática em seu interior, é possível que medidas pontuais como as que têm sido experimentadas nas últimas décadas mudem seu caráter autoritário? Uma escola básica estruturada para atender às necessidades de um ensino tradicional, ultrapassado em seus métodos e conteúdos, pode dar conta dos avanços didáticos e pedagógicos proporcionados pelas ciências da educação, com o propósito de efetivar a apropriação da cultura e a formação integral de personalidades humano-históricas? Até que ponto a permanência da mesma estrutura não limita a funcionalidade ou a eficácia até de medidas bem-intencionadas? Questões como essas orientam esta crítica na reflexão sobre os óbices e as potencialidades que se apresentam à construção de uma escola pública democrática na forma e emancipatória no conteúdo.

 

FichaTécnica:

  • Título: Crítica da Estrutura da Escola
  • Autor: Vitor Henrique Paro
  • Editora: Cortez Editora
  • Preço sugerido: R$ 36,00
  • Páginas: 248
  • Área: Educação

 

Sobre o autor: Vitor Henrique Paro é professor titular na Faculdade de Educação da USP, onde exerce a docência e a pesquisa, e coordena o “Grupo de Estudos e Pesquisas em Administração Escolar” (Gepae). Foi pesquisador sênior na Fundação Carlos Chagas e professor titular na PUC-SP. É autor de vários livros na área educacional, entre eles: Administração escolar: introdução crítica (Cortez), Por dentro da escola pública (Xamã), Gestão escolar, democracia e qualidade do ensino (Ática), Reprovação escolar: renúncia à educação (Xamã), Educação como exercício do poder: crítica ao senso comum em educação (Cortez) e Qualidade do ensino: a contribuição dos pais (Xamã).

Vistas: 2069

Comentario

¡Tienes que ser miembro de Encuentro Internacional de Educación 2012 - 2013 para agregar comentarios!

Nuevo Proyecto Fundación Teléfonica

EXPERIENCIAS EDUCATIVAS SXXI

¿Quieres conocer las últimas experiencias educativas? Asómate al nuevo proyecto de Fundación Telefónica

Encuentro Internacional Educación

imagem enlace à vídeo

Álbum fotográfico

Insiders

imagen enlace a la página de los insiders

imagem enlace à página dos insiders

© 2017   Creada por Encuentro Educación 2012 - 2013.   Con tecnología de

Insignias  |  Informar un problema  |  Términos de servicio